bit.ly/yabtw – Feedback: como lidar com ele

Leia mais: bit.ly/KaHelg

Todo mundo sabe que o feedback é uma importante etapa da comunicação, sendo responsável por inserir estimulo, confiança ou até mesmo chamar a atenção de alguém com uma crítica construtiva. No entanto, um feedback ruim no momento errado pode causar sérios problemas.

O feedback errado, na hora errada, não é muito produtivo.

Feedback ruim

Provavelmente isso já aconteceu com você no ramo dos negócios, mas mesmo que não tenha acontecido, com certeza já ocorreu em outro segmento de sua vida. Sabe quando você está planejando algo com muito carinho e chega uma pessoa dizendo: isso não vai dar certo, é muito arriscado etc? Isso, aliado a alguns fatores, caracteriza um feedback ruim.

Como separar os bons e os ruins

A sacada de hoje fala justamente sobre isso. Há uma forma, que não é perfeita, de separar os feedbacks bons e ruins. É um conceito simples, e que por isso está sujeito a não funcionar em 100% dos casos.

Quando alguém lhe fornecer um feedback sobre negócios, faça a seguinte pergunta para si: “Eu trocaria o meu negócio pelo dessa pessoa?” Se for sobre saúde: “Eu trocaria a minha saúde pela dessa pessoa?” Claro, é completamente possível que a pessoa tenha um bom conhecimento teórico, mas que não ponha em prática o que sabe. E não se espante, há muitas pessoas que entendem o valor de certas coisas, mas nunca agem.

No entanto, quando estamos falando de negócios, é muito difícil que alguém saiba aplicar o conceito da forma correta e não o faça no próprio empreendimento. Nesse caso, a pergunta ” eu trocaria o meu negócio pelo dessa pessoa?” é altamente válida.

Por que fazer isso?

A resposta é simples: de tanto ouvir algo que não está certo, você pode criar uma preocupação ou até mesmo um medo desnecessário, que pode afastá-lo do seu objetivo. Essa blindagem é necessária, pois, dessa forma, só serão aceitos os feedbacks de pessoas que realmente podem dar uma opinião relevante na área citada. Um grande cirurgião, por exemplo, provavelmente não terá grandes conhecimentos sobre o mercado imobiliário. Isso não significa que você não deve dar valor às dicas que outras pessoas dão, pois às vezes a pessoa pode ter vivenciado alguma experiência que lhe dê algum tipo de autoridade para falar do assunto. Porém, os feedbacks mais importantes são aqueles que foram dados por uma pessoa com bagagem no assunto.

Conclusão

Da próxima vez que alguém disser que você não está fazendo um bom negócio, ou que está correndo riscos além do necessário, pare, pense, e faça a seguinte pergunta: “Eu trocaria de lugar com essa pessoa? Ela realmente tem conhecimento suficiente para poder me dar essa dica tão importante?” Muitas vezes as pessoas falam com intenção de ajudar, mas cabe a você avaliar a qualidade do feedback.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × um =